Resenha: Desperte Comigo - Linda Howard

Devido a alguns contratempos, a resenha do mês de setembro do Maratona de Banca 2013, não foi ao ar, por esse motivo, estarei postado, duas resenhas de banca, no mês de outubro. Fiquem agora com a resenha de Desperte Comigo de Linda Howard.


Título Original: Come Lie With Me 
Editora: Harlequin  || Nº de Páginas: 288
Livro no Skoob|| Classificação: 3  
Tema: Linda Howard / Suzanne Enoch – Mês de Setembro
Sinopse:O acidente que deixou Blake temporariamente sem sentir as pernas também havia roubado sua vontade de viver. Seria necessário uma mulher cuja alma estivesse tão paralisada quanto a dele para trazê-lo de volta à vida. Dione Kelley era sua última chance... Ela sabia disso, e entendia o desafio que o caso dele apresentava.No entanto, o que ela não imaginava era que, ajudando Blake a superar a desilusão e recuperar as forças, ela pudesse expor as próprias dores e despertar a cura de si mesma…



Sobre o livro: Em Desperte Comigo, conhecemos o casal Dione Kelley e Blake Remington. Dione é uma fisioterapeuta renomada e totalmente realizada em sua profissão, mas ela não pode dizer o mesmo de sua vida pessoal, já que ela não existe. Sem nunca ter conhecido o pai, e criada por uma mãe que jamais a amou, Dione viu seu sonho de ter uma família, ao passar por um desastroso casamento que lhe deixou profundas marcas. Decidida a eliminar essa parte de sua vida, Dione decidiu deixar o passado para trás e focar apenas no trabalho, e assim que o empresário Blake Remington entra em sua vida. Blake que sofreu um acidente enquanto escalava uma montanha, adorava viver a vida livremente, e a praticar vários esportes. Apesar da cirurgia ter sido um sucesso, Blake, não admite o acompanhamento de um fisioterapeuta e a cada dia mais se afunda  na depressão, já que não consegue andar. 

— Não quero ouvir sobre como outras pessoas estão piores do que eu. Não sou elas! Minha vida é minha e sei o que quero fazer dela e o que não posso... não quero aceitar.
— Trabalho? Esforço? Dor? Sr. Remington, Richard me contou muitas coisas sobre você. Viveu de forma plena. Se houver pelo menos uma chance mínima de fazer tudo de novo, tentaria?
Suspirou, a expressão de absoluto cansaço.
— Não sei. Se realmente acreditasse que há uma chance... mas não acredito. Não posso andar, srta. Kelley, não consigo mover as pernas.
— Eu sei. Não pode esperar ser capaz de movê-las no momento. Terei de treinar de novo seus impulsos nervosos antes de você poder mexê-las de novo. Levará muitos meses e não posso prometer que não ficará manco, mas caminhará de novo... se cooperar comigo. Assim, sr. Remington, vamos começar de novo aqueles exercícios?

Como última tentativa, para salvar seu cunhado, Richard Dylan, procura Dione, que após examinar as radiografias de Blake, e constatar que não há nada físico, que o impeça de voltar a andar, ela termina aceitado o caso, já que adora um desafio. Ao conhecer Blake e sua irmã Serena, Dione logo percebe que Richard, além de ajudar o cunhado, também deseja ter sua esposa de volta, já que desde o acidente do irmão, ela tem negligenciado o marido. Inicialmente Blake não deseja fazer o tratamento, mas após perder para Dione em uma disputa de quebra de braço, ele termina aceitado que ela permaneça em sua casa. O inicio do tratamento e duro, mais com o tempo, Dione e Blake vão colhendo progressos. Com tanta proximidade uma inevitável ligação acontece, seguida de uma arrebatadora paixão, mas  antes eles precisarão primeiro enfrentar, seus medos, para que enfim possam encontrar a felicidade.

— Sua feiticeira — resmungou com a voz rouca, então mergulhou os dedos nos cabelos que haviam se soltado da trança e enrolou a mão na massa negra. Exerceu apenas a pressão suficiente para erguer o rosto do ombro e virá-lo para ele, para olhar suas lágrimas, os olhos brilhantes e os lábios trêmulos. — Sua teimosa, linda feiticeira, praticamente me arrancou daquela cadeira de rodas pelos cabelos. Shhh, não chore — o tom se transformou e se encheu de ternura. Abaixou a cabeça e a beijou as lágrimas salgadas presas aos cílios. — Não chore, não chore — repetiu docemente, os lábios seguindo os traços das lágrimas prateadas pela face, roçando-lhe os lábios, onde a língua as lambeu. — Ria comigo, senhora; celebre comigo. Vamos abrir o champanhe; não sabe o que isto significa para mim... senhora... nada mais de lágrimas — sussurrou no rosto dela, contra seus lábios e tomou sua boca com firmeza.

Demorou um pouco para que eu me envolvesse com a trama de Desperte Comigo, e por causa disso a leitura demorou a fluir. O problema foi que eu tinha acabado de ler De Volta para Casa, quando eu decidi iniciar a leitura do Maratona de Banca  do mês de setembro, e como eu ainda estava muito envolvida com o enredo e os personagens do outro livro, a leitura terminou empacado. O enredo fala basicamente sobre superação dos personagens e como seus medos impossibilitam de lutar por aquilo que desejam. Dione e Blake são igualmente teimosos e adoram desafios, mas como qualquer ser humano, também possuem fraquezas, que só após se conhecerem, acabam admitido que precisão enfrentar. O romance é bom e cumpre com que foi proposto.


14 comentários :

  1. Parece ser um história e livro bom, porém não sou muito chegada em romances de banca então passei a vez :)
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  2. Ah, basicamente foi uma ressaca literária né Marla? haha
    Vou ser sincera e o livro não despertou muito meu interesse, ainda mais que a leitura demora a fluir, como você disse... Mas sua resenha está ótima!
    Estou seguindo aqui flor!

    Beijos
    http://estantedasfadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie Marla
    Quando você descreveu o romance no início, lembrei bastante do livro Como eu era antes de você, pois a protagonista, apesar de não ser uma fisioterapeuta como é o caso nesse livro, precisa cuidar de um "cadeirante" que perdeu a vontade de viver após sofrer o acidente que o deixou paraplégico.
    Parece ser muito bom.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Marla!
    Gosto de histórias de superação, só pela sinopse já leria esse livro. Pena que não te agradou tanto, mas acho que é normal depois da gente ler um livro que se envolveu demais.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Lendo sua resenha fiquei pensando em como deve ser tenso pro autor descrever personagens com personalidades tão marcantes com sentimentos assim a flor da pele. Gostei bastante da premissa do livro, muito mesmo.
    Não ando com muita paciência para muita água com açúcar, mas um romance com uma boa trama como esse eu leio num piscar de olhos. Obrigada pela dica.
    Beijos
    Viviane

    http://vivianeblood.blogspot.com.br/2013/10/resenha-viver-nao-doi-leila-ferreira.html#comment-form

    ResponderExcluir
  6. Acredita que nunca li um romance de banca? #shameonme haha

    Fico curiosa sempre que postam resenhas sobre eles.
    Vou ver se passo numa banca e levo alguns para casa. :)

    Beijos!!
    www.livrosqueinspiram.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Menina, eu tb escolhi esse livro pra maratona... e ainda não consegui arrumar tempo de ler, acredita? Por isso fiz uma leitura superficial da sua, pra manter a história num suspense enqto não a leio, hehe! Mas fiquei surpresa com sua nota 3... li tantas coisas boas sobre o livro.... Agora é que fiquei curiosa mesmo, kkkkkkk Vou ver se começo no máximo até a semana que vem!


    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    que pena a leitura demorou um pouco para começar a ficar boa, isso as vezes é ruim, mas o livro parece ser bom.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não conhecia este livro, mas te digo, a capa é de tirar o fôlego, gostaria de ler...

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Hey
    HAHA eu me perdi na maratona, tenho que me achar.. acabei fazendo bagunça por causa da Bienal.
    Eu acho que escolhi esse livro tb O.o

    Mas tomara que não, no momento estou fugindo de coisas meio dramáticas assim...
    Apesar que gosto de ler sobre superação e tals.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  11. Oi Marla, tudo bem?

    acredita que nunca li um romance de banca? Gostei da rua resenha. Esse livro parece ser bem interessante, como eu curto romance, acho que vou gostar, ainda mais com personagens bem espirituosos. To vivendo isso com Belo Desastre. Os personagens são beeeeeeeeeem espirituosos =P

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. A resenha está ótima, ainda não tinha lido sobre o assunto!!!
    Adoro seus posts e eu blog.
    Abraço!
    :)
    http://clicandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. esse romance esta na lista de desejado a algum tempo, adoro bons romances de banca e essa sinopse mexeu comigo, acho que vc se sentiu assim pois está muito ligada ao livro da Karen, também estou me sentindo assim! cheia de emoções
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Marla!
    Que pena que a leitura não fluiu como você esperava =/
    Gostei bastante da premissa e da superação que o casal precisará conquistar, ainda não li nada da autora, mas quero experimentar.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)