Resenha: A Lenda do Lago Dourado – Edson Vanzella Pereira

Título: A Lenda do Lago Dourado
Livro no Skoob ||Classificação: 4
Nº de Páginas: 378|| Editora: Dracaena
Sinopse:"Os Baltimore são uma típica família de uma pequena e pacata cidade norte-americana. Tudo muda para eles quando o filho mais velho, David, com 15 anos de idade, passa em primeiro lugar no Concurso nacional de Superinteligentes do Governo Americano. Reconhecido como o novo grande gênio da nação, ele é contratado pelo governo para uma carreira de cientista. Mas, em sua primeira missão, envolve-se em um misterioso acidente que o deixa entre a vida e a morte. Srta. Marshall, agente do governo, responsável pela missão, sente-se culpada pela tragédia. Max, o irmão mais novo de David, com a ajuda da Srta. Marshal, começa a investigar secretamente as circunstâncias daquele trágico e enigmático acontecimento. Na procura por respostas, eles se envolvem em aventuras perigosas, eletrizantes, e acabam descobrindo que, por trás de fatos aparentemente sem ligação, há uma trama cruel em curso. Como pano de fundo, ainda temos uma misteriosa lenda envolvendo um lago conhecido como Lago Dourado, que vai eleger nada menos do que o próprio Max para uma missão vital ao lhe transmitir o Poder da Luz: localizar e destruir o Agente Negro, que é o mentor intelectual desse complô maligno que está pronto para eclodir."

Sobre o livro: Vivendo em Morangovilles, uma cidade do campo, conhecida pela tradição de cultivar morangos no estado da Virginia, Max Baltimore é um adolescente normal que no inicio da história tem apenas quartoze anos. Max vive com os pais, Peter (um advogado), Lisa (uma dona de casa) e com os dois irmãos, o mais velho David que tem quinze anos e a caçula Peggy que tem cinco anos de idade. A vida da família Baltimore muda completamente, quando David e selecionado para o Concurso Anual de Superdotados do Governo Federal Americano (CASGFA). O Superdotados é um projeto que existe há dez anos e tem como objetivo selecionar três jovens adolescentes de quinze anos, com QI elevados para o programa de formação de jovens cientistas. Para surpresa de todos, David, quebra todos os recordes, quando constatam que seu QI e superior ao de Albert Einstein, por isso ele acaba se tornando o “agente zero”. 

- Vou contar...Vou contar... “Dizia a lenda que dentro daquele lago havia uma caverna submersa, que dava passagem para outra dimensão do universo. Aquele que conseguisse achá-la entenderia o porquê da existência, desde os primeiros até os nossos dias, de pessoas especiais ou portadoras de grandes segredos e técnicas que as tornam diferentes, capazes de ajudar a escrever e mudar o curso da história da humanidade.”

Enquanto David viaja em sua primeira missão na companhia do pai e da agente Brenda Marshal, Max visita o lago dourado, que possui uma lenda que fez parte da infância de muitas crianças e acaba fazendo uma descoberta surpreendente. O lago é habitado por um ser que revela a Max, que ele, seu irmão David e um rapaz chamado John Smith, são os enviados do Poder da Luz para combater a Fraternidade da Escuridão e o agente negro”. Após essa experiência Max, ganha uma espécie de super poderes, mas ele também recebe a noticia que David foi ferido gravemente e que se encontra em coma profundo e irreversível. Mesmo abalado com o estado do irmão, Max precisa seguir com a vida, já que precisa cumprir com a missão, que foi escolhido. Na nova escola Max encontra novos amigos, como Mike (ferrugem) e Gabby,mas também encontra um grande inimigo na pessoa de Zack Johnson um jovem prepotente, filho do mega empresário sem escrúpulos Jobelini Johnson ou simplesmente Jobe, dono das terras onde se encontra o lago dourado. Com a ajuda da agente Marshal, Max começa a investigar todas as pontas soltas e acaba descobrindo que a Fraternidade da Escuridão conseguiu neutralizar John Smith, assim como fez com seu irmão e para piorar o “agente negro”, planeja dominar o mundo utilizado nanorrobôs. Conseguira Max deter o “agente negro”, e com isso trazer seu irmão David de volta a vida?

O relógio ,agora, está correndo contra nós ! Apresse-se!

A Lenda do Lago Dourado foi um livro que conseguiu me surpreender por possuir uma trama, super criativa. Gostei bastante da maneira com que o autor desenvolveu o enredo, já que isso facilitou bastante a leitura, porém preciso ressaltar que esperava que o autor se aprofundasse mais na lenda do lago, já que achei que o contato entre o personagem Max e o lago foi rápido, um tanto superficial. Outra coisa que me incomodou no livro, já que achei em alguns momentos totalmente surreal, foram algumas ações de Max como “agente”. Falando dos personagens, gostei bastante da família Baltimore e da força e união que eles tiveram em todo livro, achei bem bacana a maneira como o autor enfatizou o valor familiar. Os  vilões também estavam muito bem, apesar de achar que o autor pecou ao utilizar a gíria “o cara” em alguns diálogos. Apesar dos pontos digamos negativos ressaltados por mim, o livro é interessante e possui uma boa história, então leiam e tirem suas próprias conclusões.


13 comentários :

  1. Ainda não tinha visto resenha desse livro e ele parece ser muito legal.

    Bjus
    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Estou com esse livro aqui para ler, e desde a sinopse que o achei confuso, mas estou esperançosa de que vá gostar dele.
    Vou ler e depois digo lá pelo blog o que achei de legal e de não legal.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, amore <3
    Vi uma resenha ontem mesmo, e incrível, a opinião é quase a mesma.

    Espero um dia ter a oportunidade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  4. Ahhhhhhhhh
    Esse livro está a caminho da minha casa. Estou super ansiosa para ele chegar aqui!
    bjs
    http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Marla :D
    Eu também gostei da história mas confesso que o uso de gírias do autor foi algo que me irritou bastante. Outro fato também foi o nome da cidade, sério a história se passa nos EUA e a cidade se chama MORANGOville?? Morango?? Deveria ser algo como Strawberryville então. kkkk
    A ajuda que a agente do governo dá para o Max também é algo um pouco surreal, vamos combinar! Mas fora isso a história foi boa. :p

    Beijinhos
    Books and Movies
    http://leiturae7arte.blogspot.com.br
    @BooksAndMovies_

    ResponderExcluir
  6. Oi Marla :)
    Acho essa capa linda, mas não tinha me interessado muito pelo livro. De verdade, não sei se daria uma chance a ele não. Não parece ser um daqueles livros que vou ler e curtir.
    Parabéns pela resenha sincera!
    Beijos
    http://www.coisasdemeninas.blog.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Marla,
    Esse livro será uma das próximas leituras, confesso que não estava tão empolgada pela leitura desse livro.
    adorei a sua resenha.
    Beijos
    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  8. Oie Marla
    a premissa parece ser bem interessante, mas confesso que ri ao ler Morangovilles.
    Gírias mal utilizadas é outra coisa que me irrita muito em uma leitura. Mas acho que daria uma chance para ele.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia e a premissa parece ser boa, porém não sei se leria
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  10. Oi Marla! Achei uma premissa bem bacana, e daria sim uma chance ao livro, eu não lembro de ter lido nada sobre ele antes e gostei de saber sua opinião. E como têm personagens, tomara que não fique confuso.
    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Gostei das observações finais.
    Sempre é bom saber os mínimos detalhes da experiência com o livro.

    Se dependesse da capa, esse livro não me conquistaria.. rs

    Beijos,
    www.livrosqueinspiram.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oie,
    li esse livro há pouco tempo e tive as mesmas impressões, a história é legal, mas não gostei muito da escrita.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Marla, tudo bem?
    Achei o livro um pouco confuso, mas creio que se o tivesse o leria. A dica está anotada.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)